festival música de Setúbal

Bem-vindo


O Festival de Música de Setúbal, aproximando-se da sua 7ª edição, continua a ser um fenómeno cultural incomparável, juntando convidados de renome internacional, tanto de Portugal como além-mar, em conjunto com a comunidade local – incluindo aproximadamente 1500 jovens – através da música, e enriquecendo a vida cultural desta encantadora e calorosa cidade.

Desde o início, os programas do nosso festival estiveram unidos e foram melhorados através de temas que são familiares às mentes e corações da população setubalense: o tema deste ano – “Migração” – focando-se na inter-relação das culturas da Península Ibérica, é muito significativo, não só enquanto conceito, mas também a nível global e local. O trabalho criativo dos nossos jovens e as performances dos artistas de renome convidados em 2017, irão reflectir algumas das influências culturais essenciais enquanto consequência da migração humana, não só nos tempos modernos, mas também ao longo da nossa história, e ajudarão a definir e refinar a natureza enquanto indivíduos singulares e sociedade colectiva. A música tem o poder, quase milagroso, de mudar as nossas vidas e de nos unir – e foi, ela própria, sempre transformada e enriquecida através da migração – aqui em Setúbal, em toda a Península Ibérica e em todo o mundo.

Estamos encantados por voltar a receber no Festival deste ano alguns dos melhores Coros e Orquestras – A Grand Union Orchestra (Londres), a Sinfonietta de Lisboa e o Coro da Gulbenkian – os quais contribuíram com excelentes participações em edições anteriores. A Guitarra, de uma forma geral, existe em todas as culturas: não havendo, talvez, outro instrumento tão simbólico da migração, ou representativo da vida musical na Península Ibérica. Dejan Ivanovich, vindo de Tuzla (Bósnia e Herzegovina) e actualmente considerado um dos mais conceituados guitarristas clássicos de Portugal, actuará em três concertos contrastantes. O primeiro destes três terá lugar na belíssima Igreja de S. Simão, acompanhado pela Camerata do Festival de Setúbal – que reune alguns dos nossos melhores músicos profissionais emergentes – e pelo excelente jovem maestro internacional Kerem Hasan; depois, na nossa “Extravaganza de Guitarras”, estará rodeado por mais de 50 jovens músicos de Setúbal e outros pontos de Portugal; por fim, encerrando o festival, juntar-se-á a Paulo Lourenço, alguns elementos do Coro da Gulbenkian, e jovens cantores de Setúbal. Contaremos, também, com as duas artistas excepcionais da região de Setúbal: a cantora e acordeonista de tradições Celina da Piedade, e a brilhante jovem fadista Teresinha Landeiro. Temos ainda o privilegio de receber Pilar Del Rio, a viúva do escritor José Saramago, vencedor do Prémio Nobel da Literatura, para discutir o conceituado livro do seu marido, A Jangada de Pedra, que reflecte e ilumina perfeitamente os nossos temas vitais de migração e da Península Ibérica.

Temos uma enorme dívida de gratidão para com a iniciativa e apoio do Helen Hamlyn Trust, da Câmara de Setúbal, do Concurso de Direcção Músical Donatella Flick LSO e para com os muitos parceiros locais, instituições e indivíduos, cujos esforços fazem com que tudo aconteça.

Os visitantes do Festival poderão desfrutar de performances e apresentações em vários nos mais belos edifícios históricos de Setúbal. O passado encontra o presente, não só na arquitectura da cidade e espaços abertos, como também na sua vibrante vida cultural, e o Festival é um reflexo disso. Convidamo-lo a experimentar a personalidade única desta cidade e as suas diversas ofertas musicais.

Ian Ritchie
Diretor Artístico

 

Welcome


The Setúbal Music Festival, now in its seventh edition, continues to be a unique cultural phenomenon, bringing together internationally acclaimed guest artists, from Portugal and overseas, with the local community – including almost 1,500 young people – in making music and enriching the cultural life of this lovely and welcoming city.

From the very beginning, our Festival programmes have been integrated and enhanced by themes belonging to the hearts and minds of Setubalense people: this year’s theme of ‘migration’ is highly topical and of global as well as local significance. We have placed a particular emphasis on the interwoven cultures of the Iberian Peninsula: the creative work of our young people and the world-class performances of our visitors in 2017 will reflect some of the essential cultural influences and benefits resulting from human migration, not only in recent times but also throughout our history, which help us to define and refine the nature of ourselves individually and our society collectively. Music has the almost miraculous power to change lives and to connect people – and music itself has for ever been transformed and enriched through migration – here in Setúbal, throughout the Iberian Peninsula and around the World.

We are delighted that several major groups of musicians will return to the Festival this year – the Grand Union Orchestra (London), the Lisbon Sinfonietta and the Gulbenkian Choir – all of whom made highly successful appearances on previous occasions. The guitar, in one form or another, has existed in every culture: perhaps no other type of instrument is more symbolic of migration or representative of musical life in the Iberian Peninsula. Dejan Ivanovich, originally from Tuzla (Bosnia-Herzegovina) and now established as one of Portugal’s most successful classical guitarists, will perform in three contrasting concerts. The first of these will take place in the beautiful church of S. Simão, with the Setúbal Festival Camerata – drawing together some of our finest emerging professional musicians – and the outstanding young international conductor Kerem Hasan; then, in our ‘guitar extravaganza’, he will be surrounded by more than 50 young players from Setúbal and elsewhere in Portugal; and finally, closing the Festival, he will be joined by Paulo Lourenço, members of the Gulbenkian Choir and young singers from Setúbal. Other soloists include two outstanding artistes from the Setúbal Region: the traditional singer and accordionist, Celina da Piedade, and the brilliant young fadista, Teresinha Landeiro. We are especially privileged to welcome Pilar Del Rio, widow of the author José Saramago, to discuss her husband’s Nobel Prize-winning novel, The Stone Raft, which perfectly reflects and illuminates our vital themes of migration and the Iberian Peninsula.

We owe a huge debt of gratitude to the initiative and support of the Helen Hamlyn Trust, to the Municipality of Setúbal, the Donatella Flick LSO Conducting Competition and to the many local partners, institutions and individuals, whose efforts make it all happen.

Visitors to the Festival can enjoy performances and presentations in several of Setúbal’s beautiful and historic buildings. The past meets the present not only in the city’s architecture and open spaces but also in its vibrant cultural life, and the Festival is a reflection of this. We invite you to experience the unique personality of this city and its diverse musical offerings.

Ian Ritchie
Artistic Director

Voltar ao topo